Por que a humanização do e-mail? 

A humanização cultiva relacionamentos – quando você humaniza seus e-mails, os inscritos começam a sentir que estão tendo uma conversa real com uma pessoa real. Eles não sentem que estão sendo manipulados e comercializados por uma entidade sem rosto atrás de uma tela. Ou seja, a humanização faz sua marca ganhar vida.

Ao tornar sua comunicação mais humanizada, você incentiva o contato – os inscritos começam a se sentir como se estivessem em uma conversa e respondem mais aos seus e-mails. Isso estimula o contato entre sua empresa e o público-alvo, o que ajuda a construir uma conexão mais profunda e emocional.

A humanização torna sua empresa diferente: quando você começa a humanizar, seus e-mails passam a se destacar nas caixas de entrada, aumentando, assim, a taxa de abertura e as métricas de engajamento.

Como humanizar seus e-mails?

Humanizar seu e-mail marketing significa torná-lo mais pessoal e identificável. Isso não significa que você não deve usar ferramentas de automação de marketing, mas significa se esforçar para dar ao destinatário a sensação de que ele está se relacionando com outro ser humano.

Existem várias maneiras de humanizar seus e-mails automáticos, como programar seus emails para horários em que as pessoas estão acordadas e trabalhando (não às 6:00 da manhã), adaptar o conteúdo de acordo com as informações que você possui sobre seus assinantes ou usar seu nome para assinar o e-mail.

Quando você envia um e-mail usando um nome real junto com o nome da sua empresa, as pessoas têm naturalmente uma tendência maior a lê-lo. Isso porque as pessoas usam nomes, e não suas identidades corporativas, em conversas reais. Como mencionamos anteriormente, as pessoas se sentem como se estivessem participando de uma conversa real, com uma pessoa real.

Além disso, o nome do remetente dos emails automáticos deve criar credibilidade para o assinante. Um e-mail “no reply” é a pior coisa que você pode fazer, já que demonstra desinteresse em qualquer comunicação com o cliente. Os e-mails automáticos mais eficazes são aqueles que parecem ter sido enviados por um funcionário real.

O texto do seu e-mail deve refletir que é escrito por uma pessoa real, e que entende as necessidades do assinante. Ou seja, deve ser escrito em uma linguagem com a qual o assinante se identifique e não com o tom formal ou excessivamente comercial que algumas empresas utilizam.

Para garantir que seus e-mails automatizados sejam tão eficazes quanto aqueles enviados manualmente, você deve enviar emails que soem como uma conversa, ao invés do velho discurso “Compre nosso produto”. Assim vamos atrair muitos em nosso tráfego e gerar mais clientes a nossa conta.

Fazer perguntas simples!

Outra ótima maneira de envolver mais os assinantes em seus e-mails automatizados é fazer uma pergunta simples. As perguntas são uma excelente maneira de incentivar as conversas, pois provocam diretamente respostas dos leitores.

Algumas empresas optam por enviar um e-mail de boas-vindas assinado pelo CEO, que pergunta o motivo da inscrição do usuário. Uma pergunta como essa também obtém um ótimo benefício colateral, que é um feedback de seus usuários sobre o que eles esperam alcançar com seu produto/serviço.

Frequência de e-mails, como fazer?

Com frequência os profissionais de marketing sobrecarregam os assinantes com muitos e-mails automáticos de uma só vez. Esta não é uma boa prática, pois pode levar ao cancelamento da assinatura – ou pior, ter seus e-mails marcados como spam. Mantenha um intervalo de tempo razoável entre os emails automáticos e certifique-se de que eles tenham relevância entre si, e também com a atividade do assinante.

 

A Unbound Sales tem uma equipe totalmente dedicada em desenvolvimento a campanhas de marketing, que seguem as melhores e mais modernas práticas focadas em vendas online do mercado. Entre em contato agora mesmo e fale com um de nossos especialistas para ver como podemos te ajudar a construir seu negócio online.

Basta clicar no link abaixo e preencher o formulário de contato.

https://unboundsales.com/contato/

Deixe seu comentário